NOTICIÁRIO

Novo endereço e outras notícias do CDPB
     
     Na oportunidade de indicar o novo endereço do Centro de Documentação do Pensamento Brasileiro (CDPB), pareceu-me adequado por ao corrente de nossos leitores os percalços que temos experimentado, o que, muito provavelmente, traduz as dificuldades para sobreviver com que se defrontam as instituições culturais em nosso país.
      No ano passado (2011), a Família Mariani decidiu extinguir a Fundação Clemente Mariani, que nos acolhia e muito contribuiu para a sua sobrevivência quando tivemos que abandonar o prédio que o governo de Antonio Carlos Magalhães nos havia cedido, por instâncias de Manoel Castro que, juntamente com Francisco Pinheiro, foi a pessoa que mais diretamente contribuiu para que me decidisse a organizá-lo em Salvador, como forma de preservar o acervo que havia acumulado em minha biblioteca particular. No pleito de 1987, elegeu-se governador Waldir Pires,  pela oposição à liderança de ACM. Revelando-se um primário obtuso, sem sequer averiguar do que se tratava, apenas na suposição de que seríamos uma criação de ACM, rompeu o comodato que regulava as nossas relações e passou a cobrar-nos despesas que eram, na ocasião, do próprio órgão mantenedor do Pelourinho. Passamos apertados. A acolhida pela Fundação Clemente Mariani correspondeu de fato a uma opção salvadora. Somos muito reconhecidos por esse fato. Naquela ocasião, personalidade da elite intelectual baiana, Victor Gradin, ajudou-nos a transferir, para a conhecida empresa Odebrecht, o prédio que ocupávamos no Pelourinho (e a dívida que nos havia imputado o novo governo). Outra operação salvadora.
     Para os leitores não familiarizados com a Bahia, esclareço que Manoel Castro foi Prefeito de Salvador, exerceu sucessivos mandatos de deputado federal e, recentemente, aposentou-se do Tribunal de Contas, do qual foi Presidente. Francisco Pinheiro Lima Junior é o decano da filosofia no estado. Até aposentar-se, pertenceu ao Corpo Docente da Universidade Federal da Bahia e da Universidade Católica.
      Diante do novo quadro, criado com a extinção da Fundação Clemente Mariani,  a nossa Presidente, profa. Dinorah Berbert de Castro, negociou com sucesso a acolhida do CDPB pela Universidade Católica de Salvador. Tive oportunidade de ir a Salvador visitar o local em que ficaríamos --então em obras--, ocasião em que o Reitor José Carlos Almeida da Silva nos assegurou que no convênio que estabeleceria com o CDPB ficaria assegurada a sua autonomia.
       O campus universitário (Federação), em que nos estamos instalando, é muito aprazível. Ficaremos nas proximidades da Biblioteca Central.
       Concluímos a transferência do acervo. Entra agora a fase da arrumação a que deverá seguir-se evento para marcar a nova fase. Será uma oportunidade para comemorarmos os 30 aos que transcorre agora em 2012 (formalmente nos constituímos em 1982).
        O novo endereço é o seguinte:


Centro de Documentação do Pensamento Brasileiro
Universidade Católica do Salvador - Campus da Federação
Avenida Cardeal da Silva, 205 
Federação
Salvador - Bahia
40231-902.

Brasília, 19 de abril de 2012.

Antonio Paim