ANDRADE, Almir Bonfim de

     Nasceu no Rio de Janeiro, a 5 de novembro de 1911. É autor de um dos primeiros estudos sobre Freud no Brasil. Inaugurou a cadeira de Psicologia no currículo de Filosofia da Faculdade Nacional de Filosofia da Universidade do Brasil, por ocasião de sua fundação, em 1939. Foi sub-chefe do gabinete civil da presidência da República no governo Getúlio Vargas (1951-1954). Fundou e dirigiu, durante cinco anos (1941-1945) a revista Cultura Política, cujos 53 volumes publicados e, hoje, reputados por críticos e historiadores, um dos mais valiosos documentários de toda uma época da vida brasileira. Colaborou em duas revistas acadêmicas, A Época e a Revista de Estudos Jurídicos.  Em 1933, começou a colaborar intensamente em várias revistas literárias como Literatura, Dom Casmurro, Boletim de Ariel, Lanterna Verde e Revista do Brasil. Vários de seus trabalhos apareceram em separatas da  Revista de Informação Legislativa do Senado Federal. Pertenceu à Academia Brasileira de Filosofia, tendo falecido em 1991.

Bibliografia:

Psicologia contemporânea. 

A verdade contra Freud.  Rio de Janeiro : Schmidt, 1933.  445 p.

La verdad sobre Freud; com un prólogo, escrito por su autor, para la edicion espanhola.  Madrid : Espasa-Calpe, 1934.  2 v.

O direito de propriedade; sua evolução histórica e seu estado atual.  Rio de Janeiro, 1936.  88 p.  (Tese de concurso).

Da interpretação na psicologia; crítica aos fundamentos da psicologia contemporânea : ensaios de reelaboração sistemática de uma psicologia dinâmica, como base de uma teoria do conhecimento.  Rio de Janeiro : José Olympio, 1936.  586 p.

Aspectos da cultura brasileira.  Rio de Janeiro : Schmidt, 1939.  212 p.  (Coleção pensadores brasileiros, 3).

Força, cultura e liberdade; origens históricas e tendências atuais da evolução política do Brasil.  Rio de Janeiro : José Olympio, 1940.  269 p.

Os primeiros estudos sociais no Brasil; séculos XVI, XVII e XVIII.  Rio de Janeiro : José Olympio, 1941.  318 p.  (Coleção documentos brasileiros, 27. Formação e sociologia brasileira, 1).

O conceito brasileiro de Município.  Santiago do Chile, 1941.  18 p.  (Tese apresentada ao Congresso Interamericano de Municípios).

Diretrizes da nova política do Brasil.  Rio de Janeiro, 1943. 16 p.  (Conferência no Instituto Nacional de Ciência Política, em 19.12. 1942).

Duas irmãs; romance.  Rio de Janeiro : José Olympio, 1944.  260 p.

Suplemento brasileiro à pequena enciclopédia de conhecimentos gerais.  Rio de Janeiro : José Olympio, 1950.  v. 4.

Swift : sua obra  e sua época. Rio de Janeiro : M. Jackson Editores, 1950.  2 p. (Separata dos Clássicos Jackson).

Contribuição à história administrativa do Brasil na república, até o ano de 1945.  Rio de Janeiro : José Olympio, 1950.  2 v.

O capital; através das doutrinas econômicas.  Rio de Janeiro : Borsoi, 1953.  217 p.

_____.  2. ed.  Rio de Janeiro : José Olympio, 1959.  234 p.

_____.  3. ed.  Rio de Janeiro : Editora Rio, 1973.  326 p.

El psicoanálisis visto a la luz de la fisiología y de la psicología contemporáneas.  Buenos Aires, 1957.

Alexandre Rodrigues Ferreira e a introdução do método científico nos estudos sociais do Brasil.  Rio de Janeiro : Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, 1958.  28 p.

As duas faces do tempo; ensaio crítico sobre os fundamentos da filosofia dialética I.  Rio de Janeiro : José Olympio, 1971.  650 p.

Lições de direito constitucional.  Rio de Janeiro : Editora Rio, 1973.  201 p.  (Resumo de aulas proferidas na Faculdadde Nacional de Direito em 1941-1944).

O capital; nos sistemas econômicos.  Rio de Janeiro : Editora Rio, 1973.  326 p.

O pensamento do Acadêmico Jorge Jaime de Souza Mendes.  Rio de Janeiro : Academia Brasileira de Filosofia, 1991.  68 p.  (Conheçamô-nos uns aos outros, n. 4).

Estudos sobre o autor:

COUTINHO, Afrânio.  Brasil e brasileiros de hoje.  Rio de Janeiro : Editorial Sul Americana, 1961.  v. 1.  p. 64.

ENCICLOPÉDIA de literatura brasileira/Oficina literária Afrânio Coutinho.  Rio de Janeiro : FAE, 1989.  v. 1.  p. 217.

FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS/CPDOC.  Dicionário histórico-biográfico brasileiro 1930-1983.  Rio de Janeiro : Forense-Universitária, 1984.  v. 1.  p. 130-131.

_____. Dicionário histórico-biográfico brasileiro pós 1930.  2. ed. revista e atualizada.  Rio de Janeiro : Ed. FGV, 2001. v. 1. p. 226-227.

GRIECO, Agripino.  Gente nova do Brasil.  [s. d.], 1935.  p. 285-288.

HOLANDA, Sérgio Buarque de.  Cobra de vidro.  [s. l.], 1944.  p. 35-43.

HUISMAN, Denis.  Dictionnaire des philosophes. Paris : Press Universitaires de France, 1984.  p. 84-85.

JAIME, Jorge.   O pensamento do acadêmico Almir de Andrade.  Rio de Janeiro : Academia Brasileira de Filosofia, 1990.  8 p.  (Conheçamô-nos uns aos outros, n. 2).

______. Almir de Andrade, o filósofo do tempo.  Tribuna da Imprensa, Rio de Janeiro, 2 jan. 1991. p. 4.

MENEZES, Raimundo de.  Dicionário literário brasileiro.  São Paulo : Saraiva, 1969.  v. 1.  p. 88.  il.

PAIM, Antonio.  O contexto histórico-cultural de meditação de Almir de Andrade.  Revista de Filosofia,  Rio de Janeiro, v. 1,  n. 1,  p. 107-115, jan./jun. 1998.

 

_____.O contexto histórico-cultural da meditação de Almir Andrade.  In : _____.  A filosofia brasileira contemporânea.  Londrina : CEFIL, 2000.  p. 231-238.  (Estudos complementares à história das idéias filosóficas no Brasil, v. 7).

QUEM É QUEM NO BRASIL.  São Paulo : Sociedade Brasileira de Expansão Comercial, 1948.  t. 1.  p. 461.

RIBEIRO FILHO, J. S.  Dicionário biobibliográfico de escritores cariocas (1565-1965).  Rio de Janeiro : Brasiliana, 1965.  p. 21.

VELHO SOBRINHO, J. F.  Dicionário bio-bibliográfico brasileiro.  Rio de Janeiro : Irmãos Pongetti, 1937.  v. 1.  p. 266.